terça-feira, 2 de outubro de 2012

Desistir? - Rafael Deleon

Amor
Desistir? 
Rafael Deleon


Falaram-me que quando tentamos, tentamos e não conseguimos a solução é desistir.
Talvez seja a solução mais óbvia para o óbvio, para comum, mais pra que desistir?
Não tenho medo, confesso que talvez tenha, mais o medo não me implícita desistir.
Medo de amar, sofrer, chorar, cair, machucar, arranhar, não agradar, sempre existe o medo.

É difícil, é complicado, não se pode, é quase impossível mais não é impossível é possível.
Certo e errado, justo e injusto, luz e escuridão, amar ou sofrer, ser feliz e não ser.
Sorrir para agradar, chorar com intuito de mostrar, amar com intenção de amor.
Cair e levantar, machucar e curar, triste e alegre, um abraço e um adeus.

Sinônimos e Antônimos, espelhos e reflexos, palavras e significados.
Mais para que desistir? Desistir do que não se quer realmente, ou do não tentar?
Desistir com culpa, intenção, com significados, motivos e causas é desistir?
O amanhã é sempre incerto para sermos feliz, porque não hoje?

Se soubéssemos do dia de amanhã não viveríamos o hoje e sim o amanhã,
Diante de tudo isso, vivemos o ontem, e o que nos faz viver o hoje.
Falar, Silenciar, olhar, beijar, sentir, querer, quem disse que não é viver?
Importar-se com uma lágrima  de tristeza é ignorar o oceano.

 Sim ou não, aceitar e não aceitar, feliz e não ser, viver ou morrer.
Tentar ou não tentar, beijar ou não beijar, amar e não amar.
Arriscar e não arriscar, não querer e querer.
Desistir para que? Insistir, tentar, lutar! Silenciar, Querer é viver. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário