segunda-feira, 11 de abril de 2011

24 horas

perdas.jpg

24 horas

Rafael Deleon

Meu telefone não toca mais às 6 horas da manhã, não escuto mais nada durante as 8 horas, onde estou? Porque não toca? Estou surdo? Estou Cego? O que está acontecendo? Não, meu telefone não toca mais, não sei mais à hora do almoço, já não almoço mais as 11h30min, estou faminto, Estou com fome. 
Meu telefone já não toca as 06h00min, meu telefone não toca mais às 12h10min, por quê? Porque meu telefone não canta aquela canção tão conhecida? Meu telefone quebrou? Não, Não sei, meu telefone está funcionando. 

Já são as 15h00min, estou com fome, já não almoço, não, estou com fome! Lembrei de meus vícios, não, não há vícios. Já coloquei anúncios, coloquei avisos procurando por eles, sinto a falta deles, o costume está fora do ser. Não sei se ainda há tudo aquilo. Não consigo acordar. 

Estou com fome, esta quase na hora do jantar, hoje não tem comida predileta, hoje não tem nada para comer, aí que frio, não consigo abraçar, cadê minha almofada predileta? Hoje ela caiu da cama, não, Estou com fome, Estou com frio, estou sem coração, estou apenas me sentindo vazio. Acabou-se o dia, e o de hoje se repete amanhã. O sol brilha a terra gira, ainda a choros em berços, e choros infindáveis, a vida continua mesmo no pranto da morte.

Nenhum comentário:

Postar um comentário