sexta-feira, 10 de setembro de 2010

Talvez Seja Eu

-->
Rafael Deleon




Talvez Seja Eu


Rafael Deleon
Talvez Seja Eu, uma pessoa que te ama com todas as forças,
Um Louco apaixonado por você, por seus beijos, abraços, carinhos
Um ser que se apaixonou por você sem qualquer medo, muito menos o medo de sofrer,
Talvez seja Eu, ou simplesmente não foi eu, que fez eu me apaixonar por você assim.

Também, pode ter sido você, com seu jeito, seu modo que me fizeste assim,
Um perdido apaixonado, que fica aflito e nervoso quando te vê, que quer mais e mais te amar!
Qual ser não se apaixonaria, ou te amaria perdidamente com as feições que você tem?
Foi inevitável, aqui estou, te amo mais do que o princípio, quando começaste a fazer parte de mim.

Não sei se é a fragilidade deste meu coração, ou simplesmente meu modo de vê as coisas,
que me faz agir assim, me faz pensar assim, faz eu viver assim, talvez um dia possa conhecer, ou
entender esse meu coração, que nele você está, o porque faz ele tanto palpitar como louco,
serei sempre este "EU", porque mudar, se podemos apenas evoluirmos.

Criei em mim esta bola de neve, que ao passar do tempo foi só acumulando o amor que tenho por você,
e que hoje nada pode quantificar, eu apenas sou assim, esse é o meu modo, como todos tem os seus "EU"
esse é o meu, "você", melhor do que ninguém sabe como eu amo você,


"Não existem mais amor, quando não ar vontade de amar."
 
 

Um comentário:

  1. massa Rafael Deleon..mt bonito esse poema.ta apaixonado hein...rsrs

    ResponderExcluir