quarta-feira, 20 de janeiro de 2010

Noite de Verão

Rafael Deleon


Noite de Verão

Verônica Távilla


É só mais uma noite de verão
Estou a contemplar a lua quando sinto na pele a brisa fria da solidão
Desejo tua presença
Desejo teu abraço aconchegante

Desejo tuas palavras quentes
Mas estou só,a olhar o luar pela varanda
Estranhos vêm e vão e eu lhes fito de longe
Eles deixam apenas olhares estranhos de pessoas desconhecidas

Um olha indistinto, sem interesse algum
Olho ao meu redor
É vespera de natal, e o ambiente pouco alegre de meu quarto
me faz recordar uma infância já longe e pouco lembrada até então

Sobre minha cama bagunçada um bilhete amassado de feliz natal
Os presentes talvez ainda não tenham chegado
Ou simplesmente esqueceram-se de mim,
Uma vontade toma conta de mim

Talvez vagar pelas ruas frias me faz refletir sobre a vida,
Talvez encontre um estranho que possa vir a ser um conhecido,
Era tudo um pensamento vago
E lá estou eu na varanda.

Olhando sem muito animo para o céu que um dia me enchia de curiosidade
Um céu com nuvens de algodão,
Mas eu já não o tenho como um alvo de minhas dúvidas.
Já o deixei para trás, até porque já começou a nevar e tudo o que consigo ver
são pequenos e delicados floquinhos de neve caindo como pedacinhos do céu.

Um arrepio me consome dos pés a cabeça
Sinto que tenho que despedir da neve e deixar a varanda
Deixo-me cair sem muito impacto na cama
Dou uma breve olhada no bilhete e o jogo num canto qualquer do quarto

Fito o forro do quarto como se pudesse ver a neve caindo,
Mas não estou vendo a neve e nem pouco pensando nela,
Estou a ver imagens de minha vida,
De como ela era na primavera,

A verdade é que todos os natais são solitários para mim,
Fecho os olhos e vejo o rosto do meu amado,
Vejo que ele sorri para mim,
Entre dentes dou um sorriso sincero,

Não quero perder a imagem dele,
E me deixo a ficar assim com os olhos fechados e sorriso no ar.
E assim, mas um natal passa em minha vida,
Volto a ir ter com a varanda.

Volto-me com um sorriso de quem adora ver que o mundo amanheceu mais um dia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário