terça-feira, 26 de janeiro de 2010

Ao doce passado

Rafael Deleon



Ao doce passado

Rafael Deleon


Tenho apenas 20 anos,
sou ainda uma criança ingênua que tem medo
do bicho-papão.
Não sei porque insisto em me apaixonar,
sendo que toda vez resulta na mesma coisa,
a mesma insegurança dentro de mim.

Essa vontade de chora,
por que sou tão carente?
Será que só quero as coisas pra mim,
ou que as pessoas gostem apenas de mim?

Tormento; aflito estou!
Apenas queria dormir e acordar pensando em alguém,
e não ficar com esse negócio dentro do meu peito.
Apenas gostaria de ouvir sinceramente de alguém que a faço feliz,
que a faço feliz, e que sou importante para a mesma.

Quanto mais quero me apaixonar, aparece motivos
pra não cair nessas loucuras.
Estou cansado das coisas serem sempre assim.

Um comentário: