sábado, 26 de setembro de 2009

É tão lindo

Rafael Deleon

É tão lindo

José Geraldo Martinez
É tão lindo o amor que sinto por ti !
Foi construído cuidadosamente noite e dia,
pelos anos todos que contigo eu vivi,
namorado, amante, menino, homem...
Na mais pura alegria!


Tem gosto de mel...
Doce naturalmente!
O fervor de um vulcão ao léu,
com suas lavas incandescentes...


É tão lindo o amor que sinto por ti...
Qual primavera a pintar os vales!
Calmo feito os lagos nas planícies,
a esperarem os luares!


Tem cheiro de açucenas...
Virgens e silvestres!
Romântico qual os crepúsculos,
apaixonante feito as noites celestes!


Tem melodias celestiais,
de anjos querubins.
Tem a fé dos crentes,
contritos nas preces...


É tão lindo o amor que sinto por ti
que o multipliquei em filhos lindos, barulhentos,
tentando eternizar o que contigo vivi,
neste e por outro tempo!


Não bastasse, fui avô!
Talvez para garantir a eternidade
da genética de um homem que foi só feliz
e que a ciência possa estudar esta verdade!


Que um dia possam nos imitar...
Não há segredo: com toda alma amar!
Não bastando, clonar,
para garantirem a felicidade futura...


Soubessem os cientistas
a simplicidade que há.
É fácil, tão pouco
amar alguém e
entregar-se totalmente ao outro!


É tão lindo o amor que sinto por ti
que gostaria de vivê-lo mil vezes mais, eu penso...
Até que a eternidade enjoada nos jogasse ao cosmo,
na forma de duas estrelas brilhando
no firmamento!

Nenhum comentário:

Postar um comentário