terça-feira, 18 de agosto de 2009

Não espere por mim

Rafael Deleon

Não espere por mim

Fernanda Mendonça




Me esforcei e reneguei quem eu sou
Deixei de lado meus conceitos, meus valores e minhas alegrias.
A paixão nos cega e hipnotiza
Nos tira a razão, nos expõe a situações tão conflitantes em que nosso desejo de ser amado supera o real e nem pode ser definido no imaginário.
Não tenho nada a esconder, nunca tive
Nem sempre tudo se define como um final feliz
Mas viver na realidade é a instigante arte de desaprender
Esquecer de coisas que aprendemos e provar novos sabores
E quando você enfim quiser que eu esteja contigo
Será tarde demais
Por que abandonei meu passado
Ressuscitei meus sonhos
E decide que nessa jornada eu vou sozinha
Pra que quando eu chegue ao fim tenha certeza de que fiz tudo certo
Fui ser feliz.

Nenhum comentário:

Postar um comentário