segunda-feira, 23 de março de 2009

Talvez amanhã

Rafael Deleon

Talvez amanhã

Autor Desconhecido



Talvez amanhã quando você sonhar em me querer realmente,

Eu já tenha encontrado outro alguém que me queira.

E talvez quando você precisar de mim,

Eu já tenha perdido a vontade de te ajudar.

Quem sabe quando você lembrar que eu exista,

Eu já tenha desaparecido do seu alcance...

E quando seus olhos sentirem falta de uma luz e você quiser me ver,

Talvez eu já tenha ido à procura de alguém que me queria o quanto eu lhe quero.

Se por acaso um dia você quiser me amar,

Talvez eu transforme esse amor em amizade...

Talvez quando nossos caminhos brilharem por uma única estrela,

Eu já nem tenha tanto amor em meu coração, mas será bom vê-lo.

Quando você cair na real e ver que me teve ao seu alcance e que não quis me amar,

Então peça a Deus para mudar nossos caminhos e lançar um nos braços do outro.

Não seja tolo.

Se um dia você vier a pensar que estou sofrendo por você,

Acalme-se, pois esse dia já veio faz tempo.

E se por obra do destino eu passar com outro em sua frente,

Saiba que esse outro foi quem me segurou na hora da queda.

E se um dia você estiver sofrendo por um amor não correspondido,

Console-se;

Pois um dia eu sofria por um amor:

O SEU!!!

E quando você descobrir que está amando,

Sorria, Pois nesse dia deixarei de pensar que você é frio e calculista.

E se depois de tudo isso que eu escrevi você ainda continuar não entendendo que eu TE AMO...

Então esqueça de tudo,

E comece a se conformar com essas palavras:

VOCÊ ME PERDEU!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário