quinta-feira, 15 de janeiro de 2009

Por você

Rafael Deleon

Por você!

Rafael Deleon

Queria aprender a explicar os sentimentos,
tais que fluem, e me fazem ter um único pensar,
pensar, que me faz recorda seu rosto, o timbre da sua voz,
seu lindo sorriso!
Como explicar isso que eu estou sentindo?

Sei, e não sei!, tenho vontade de contigo estar,
de sentir seu abraço dócil; que me afaga; que dar-me
segurança, que faz meu coração bater forte!.
Quando penso em ti, bate logo a imensa vontade de lhe ver!,
me atiro a estreita rua, onde penso em lhe topar a qualquer instante,
quando isso não ocorrer,
passo logo por seu abrigo, para lhe ver,
e quando lhe vejo, olho para você vagamente, e
deixo para os meus olhos, a responsabilidade de fazer
o que o timbre da minha
voz não tem coragem de fazer!.

Mais que sentimento é esse?
que tirou o meu medo de me entregar novamente?
será o amor?, ou apenas uma paixão eufórica?
queria entender tudo que faz-me pensar em você!.

Por que durante tanto tempo sozinho, meu sentimentos
voltaram a florecer?
será que é porque, que você é diferente das outras?
ou porque o brilho dos seus olhos encandeceia-me?

Tantas perguntas, e pouquíssimas respostas!,
há momentos que fico pensativo, tento saber o motivo
de tanta coisa ao mesmo tempo!, mais basta fechar os olhos,
e fixar o pensar em você, que tudo se tranquiliza,

"Quanto mais o tempo passa, mais eu gosto de você...
[...]Esse seu jeito de olhar para mim,
foi que fez com que eu gostasse logo de você, tanto assim...
[...]Pode tudo transformar, pode tudo se perder,
pode o mundo virar contra mim, aconteça seja lá o que for,
cada dia que passar eu quero ainda muito mais, seu amor"...

Se tudo isso que estar me propondo for uma ilusão,
jamais quero acordar dessa utopia,
se por acaso do destino eu vier a sofrer, sofrerei com imenso
sorriso na face, pois os momentos que estivemos juntos,
foram suficiente para provar-me que a felicidade pode passar
de instantes felizes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário